Faça parte do nosso programa de fidelidade!

Entenda como deve ser a alimentação infantil no verão

 126 Visitas  14 de fevereiro de 2020  Edgar Faria
Alimentação infantil

Em meio a toda diversão das férias de verão, adultos e crianças podem cometer alguns excessos durante as refeições. Contudo, para que as brincadeiras não sejam interrompidas por algum problema de saúde, é preciso manter os cuidados com a alimentação infantil. 

Por isso, é importante conhecer os alimentos que mais se adequam ao clima quente e que conseguem fornecer todos os nutrientes que os pequenos precisam, além de oferecer menos riscos de contaminação e doenças. 

Mantenha a rotina das refeições

Para começar as orientações sobre como deve ser a alimentação infantil no verão, o principal para entender é que a rotina das refeições deve ser mantida.

Portanto, tente continuar com os mesmos horários de café da manhã, almoço e jantar. Dessa forma, não haverá uma mudança brusca para o funcionamento dos organismos das crianças ou o perigo delas comerem em quantidade insuficiente ou em abundância.

Além disso, manter essa rotina amenizará as chances de que eles consumam muitos petiscos não saudáveis. 

Para os pequenos que possuem alguma dificuldade na alimentação, vale aproveitar o período de férias para cozinhar junto com eles e aumentar seus interesses pelos alimentos, principalmente os saudáveis. 

Evite muitos temperos na alimentação infantil

O uso de muitos temperos pode acarretar em desconfortos abdominais, principalmente nas crianças, que possuem sistemas digestivos imaturos. Por conta disso, há a recomendação de não exagerar nos condimentos ao preparar a alimentação infantil. 

A melhor tática é priorizar os temperos naturais, como alho, cebola, orégano, manjericão, coentro e salsinha, que são saudáveis e irão contribuir com a quantidade de nutrientes ingeridas pelas crianças. 

Alimentação infantil com frutas no verão
Frutas são ótimas opções de lanche no verão

Frutas

As frutas devem estar sempre presentes na alimentação infantil. No verão, elas se tornam uma ótima opção de lanches. Afinal, são ricas em diversas vitaminas e fibras. Além disso, possuem uma alta concentração de água, o que é um auxílio para manter as crianças hidratadas. 

Porém, as frutas também possuem muito açúcar. Por isso, o ideal é oferecer elas na versão in natura e não os sucos. O motivo está no fato de que, quando processadas, esses alimentos perdem suas fibras, substâncias que atuam no funcionamento do intestino e no controle da glicose no sangue.

Assim, quando as crianças consomem muitos sucos, mesmo os naturais, elas correm mais riscos de elevarem seus níveis de açúcar na corrente sanguínea e desenvolver doenças como a diabetes. 

Verduras

Outros alimentos que também não podem faltar são as verduras. Elas são nutritivas e leves, ou seja, perfeitas para o verão. 

Uma dica é incluir esse tipo de alimento não apenas nas refeições principais, mas também como lanches. Por exemplo, você pode oferecer palitos de cenoura ou rodelas de pepino em horários alternados. Para tudo ficar mais atraente para os pequenos, tente montar “bichinhos” com esses ingredientes. 

Alimentação infantil com criatividade
Ter criatividade na hora de montar os pratos ajuda os pequenos que têm dificuldades com a alimentação

A água não pode ser esquecida na alimentação infantil

Não importa a época do ano, mas principalmente no verão, as crianças precisam beber muita água. É isso que irá evitar a desidratação, uma condição que pode parecer simples, mas quando não tratada a tempo, pode gerar consequências sérias à saúde, como convulsões e paradas cardiorrespiratórias.

Contudo, a preferência deve ser sempre para a água. Bebidas açucaradas como os sucos, refrigerantes e refrescos precisam ser ficar de fora do cardápio ou, ao menos, ser evitados.

Já para os bebês que apenas tomam leite materno, não há necessidade de oferecer água, eles conseguem se hidratar o suficiente pela amamentação. 

Cuidado com a intoxicação alimentar

A intoxicação alimentar é uma das principais doenças que podem surgir durante o verão. Afinal, o clima quente faz com que vírus e bactérias se disseminem de forma mais fácil nos alimentos. 

Assim, ao consumir algo contaminado, as crianças sofrem com diarreias e vômitos, entre outros sintomas, como cansaço e falta de apetite.

A principal forma de evitar esse problema é higienizar bem os alimentos. Frutas e verduras, por exemplo, devem ser sempre lavadas antes do consumo ou de serem incluídas nas refeições.

Já durante viagens, os pais precisam ficar atentos à higiene dos restaurantes e lanchonetes que irão frequentar.

Contudo, seja por intoxicação alimentar ou por qualquer outra doença, é sempre importante procurar ajuda do pediatra no primeiro sinal de qualquer problema de saúde. O médico conseguirá orientar sobre a melhor maneira de cuidar da alimentação do seu filho. 





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF