Faça parte do nosso programa de fidelidade!

Alimentação para gestantes, o que comer e o que evitar?

 807 Visitas  17 de setembro de 2018  Rock Content
Alimentação para gestantes

Com certeza você já ouviu por aí que uma mulher grávida come por dois, mas vale lembrar que comer por dois não quer dizer que você deve dobrar a quantidade de alimentos que consome. Por isso mesmo, a alimentação para gestantes é um assunto de alta relevância e exige um cuidado extra.

Além de nutrir o corpo da mãe, alimentos benéficos contribuem para o desenvolvimento do bebê. Ao mesmo tempo, algumas substâncias podem ser prejudiciais e afetar o crescimento do feto.

Assim, é uma ótima ideia reforçar o cardápio com itens mais saudáveis e evitar certos componentes. Quer saber mais sobre o assunto? Entenda como se alimentar nessa fase tão especial!

O que devo consumir durante a gestação?

Quando o assunto é alimentação para gestantes, é importante escolher alimentos de alto valor nutricional para obter vitaminas, minerais e outros nutrientes importantes para a saúde da mãe e também para a formação do bebê. Conheça alguns itens poderosos para incluir já no seu dia a dia:

Leites e derivados

Laticínios são ricos em cálcio, que atuam na constituição dos ossos e dentes do bebê. O recomendado para gestantes é consumir de 3 a 4 copos de leite — desnatado ou integral — por dia.

Vegetais verde-escuros

Couve, espinafre e brócolis são exemplos de vegetais com folhas de um verde mais intenso e que são ricas em um nutriente já conhecido das grávidas: o ácido fólico. Ele é um tipo de vitamina do complexo B que é obtido apenas por meio da alimentação.

Muitas gestantes já tomam complemento para garantir a quantidade mínima diária, uma vez que essa substância é essencial para a formação neurológica do feto.

Fontes de proteína

Proteínas são compostos fundamentais para a produção de células e tecidos tanto para o bebê quanto para a mãe. Assim, garanta que ela esteja presente na sua alimentação e coma alimentos como carnes e ovos.

As vegetarianas podem apostar nas leguminosas (feijão, grão-de-bico e ervilhas, que também são ótimas fontes de ferro), nozes e laticínios.

Feijões e oleaginosas

O ferro é um nutriente que ajuda as mulheres a prevenir um problema muito comum na gravidez: a anemia. Além disso, ele evita complicações no parto. Esse elemento químico está presente em grande quantidade em feijões, lentilhas, oleaginosas, frutos secos, carne vermelha e vegetais de folhas verde-escuras.

Que itens devem ser evitados na alimentação para gestantes?

Durante a gestação, a mãe deve redobrar a atenção ao que come. Alguns alimentos podem conter toxinas ou transmitir bactérias que causam danos ao feto. Fique esperta e saiba o que evitar:

Carnes e ovos crus

Um hábito que você precisa adotar ao longo da gravidez é dar preferência aos alimentos cozidos. Quando a comida passa por um processo de cocção, os riscos de contaminação por bactérias são menores.

Em especial, evite comer carnes cruas ou malpassadas (como um carpaccio) e ovos também crus (por exemplo, gemada, gema mole, mousses, creme holandês, maionese, etc), pois eles podem estar contaminados com salmonela, uma bactéria que causa infecções sérias.

Peixes e frutos do mar crus

Nessa fase, o ideal é dar um tempo nas idas ao restaurante japonês para comer sushi, por exemplo. Alguns peixes e mariscos acumulam uma quantidade muito grande de mercúrio em seu tecido, que podem prejudicar o sistema nervoso do bebê.

Queijos maduros ou frescos

Alguns queijos — como o brie, camembert, cottage, ricotta, minas, entre outros — são produzidos com leite não pasteurizado. Por conta disso, podem conter uma bactéria listeria, que desencadeia uma série de problemas e complicações para o feto.

Bebidas alcoólicas e cafeína

Você já deve saber que a combinação entre álcool e gravidez é prejudicial. Essa substância interrompe a absorção de nutrientes (como o ácido fólico) pelo corpo e reduz o cálcio dos ossos.

O café e outras bebidas estimulantes (chá-preto ou refrigerante, especialmente o de cola) também devem ser diminuídos: o ideal é consumir no máximo 2 xícaras por dia.

Acredite: com essas dicas de alimentação para gestantes, você vai nutrir seu corpo muito bem e ter uma gravidez tranquila e segura!

Gostou deste post sobre alimentação para gestantes? Então, aproveite a visita ao nosso site confira também como fazer um calendário da gravidez e aprenda a calcular sua gestação!

 





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF