Faça parte do nosso programa de fidelidade!

O passo a passo de como escolher a maternidade

 291 Visitas  17 de fevereiro de 2020  Edgar Faria
Escolher a maternidade

Durante os nove meses de gravidez, os futuros pais precisam fazer diversas decisões, como o nome do bebê, a decoração do quarto e as compras de enxoval. Em meio a tudo isso, está a escolha da maternidade em que o filho nascerá. 

Determinar qual será o hospital é de grande importância. Afinal, o que se espera é que mãe e bebê recebam os melhores cuidados, além de um bom atendimento para os familiares que irão acompanhar o parto e os primeiros dias de vida da criança. 

Contudo, não é fácil tomar essa decisão. As opções são muitas e há vários fatores a serem analisados. Por isso, criamos um passo a passo para te auxiliar. Veja mais abaixo:

Maternidade pública ou privada?

A primeira etapa para escolher a maternidade é determinar se ela será pública ou privada. Caso você tenha um plano de saúde, selecione as instituições que atendem por ele. Além disso, deve-se observar questões como carência, se os pagamentos estão em dia e quais são os procedimentos cobertos pelo plano no pré-natal, parto e pós-parto. 

Já o Sistema Único de Saúde (SUS) garante o acompanhamento necessário para a gestante. No final da gravidez, será indicada uma maternidade mais próxima da casa da mulher. 

Escolha da maternidade com a ajuda do médico
O médico pode auxiliar na definição da maternidade em que o bebê irá nascer

Veja onde o seu médico atende

Saber em qual maternidade o seu ginecologista faz partos também é essencial. Isso porque alguns especialistas atendem em apenas determinadas unidades.

Por conhecer muitos hospitais, o médico também pode indicar qual deles é o mais bem estruturado para atender as necessidades da sua condição de saúde. 

Avalie a estrutura

Como mencionado acima, a estrutura da maternidade é algo essencial a ser analisado. O principal é notar se existe UTI Neonatal e para adultos, caso haja necessidade. 

Ademais, verifique os quartos: apartamentos ou enfermarias. A higiene do local é outro fator importante. Um detalhe, por exemplo, é a necessidade de uma pia dentro do quarto para que médicos e visitantes lavem as mãos antes de tocar em você ou no bebê. 

Já as futuras mães que optam pelo parto normal também devem considerar a existência de uma sala pré-parto. Dessa forma, ela precisa possuir alguns equipamentos que irão auxiliar no processo, como banheira, chuveiro, balanço pélvico, bola suíça e banqueta de parto, entre outros. 

Maternidade com UTI Neonatal
É importante que a maternidade tenha UTI Neonatal para casos de emergência

A maternidade tem serviço de emergência?

Mesmo que você tenha escolhido fazer uma cesárea com dia marcado, saiba que emergências acontecem. Por isso, escolha uma maternidade que tenha equipe médica disponível 24 horas. 

Peça ajuda de amigos e familiares

Conversar com familiares, amigos ou até mesmo perguntar nas redes sociais pode ser útil no momento de escolher a maternidade. Pessoas que já tiveram filhos nos locais podem dar suas avaliações positivas ou negativas. Assim, você já sabe quais instituições tirar da lista ou quais são suas preferidas. 

Conheça as regras 

As maternidades costumam ter políticas administrativas. Um exemplo é a proibição da entrada de homens nas enfermarias, uma forma de manter a privacidade das pacientes que estão no local.

Algumas instituições, infelizmente, também dificultam a entrada e a permanência das doulas. 

Porém, lembre-se que é obrigação das maternidades permitirem um acompanhante no momento do parto, seja homem ou mulher. 

Visite as opções

Em meio a todos esses passos, não se esqueça de visitar as opções selecionadas antes de decidir por uma. 

Ao olhar tudo presencialmente você entenderá melhor como é funcionamento do local e decidir se te agrada ou não.

Serviços do pós-parto na maternidade
A maternidade também deve oferecer bons serviços no pós-parto

O bom atendimento deve se manter no pós-parto

É fundamental avaliar os serviços da maternidade no pós-parto. Então, confira se há assistência 24 horas de pediatras, neonatologistas, ginecologistas e obstetras. Outros itens importantes são os bancos de leite, de sangue e locais para aplicação de vacinas e realização dos primeiros exames do recém-nascido

Mais do que isso, é interessante quando tem uma consultora de amamentação na equipe. Essas profissionais auxiliam as novas mães no aprendizado de como amamentar e solucionam dúvidas sobre o assunto. 

Assim, depois de todo esse checklist, ficará mais fácil escolher o lugar em que você irá conhecer o seu bebê. 






Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF