A saúde mental na gravidez também é importante

 967 Visitas  20 de maio de 2020  Edgar Faria
saúde mental na gravidez

Durante a gestação, os cuidados são vários: exames, consultas, compra do enxoval e montagem do quarto do bebê, entre diversos outros afazeres. Contudo, nessa lista, o que fica esquecida é a saúde mental das futuras mamães.

E, muitas vezes, o emocional das gestantes é motivo de piada. Afinal, é normal que os novos níveis de hormônios no organismo causem variações de humor. Todavia, o assunto é sério, principalmente quando a tristeza e ansiedade são excessivas. 

O motivo disso pode, sim, estar em questões biológicas, como todas as mudanças que o corpo da mulher sofre nessa fase. Entretanto, preocupações financeiras, profissionais e familiares sobrecarregam ainda mais a saúde mental. 

Uma pesquisa do King’s College London, na Inglaterra, por exemplo, revelou cerca de 25% das mais 500 mulheres grávidas entrevistadas sofrem com depressão ou outros transtornos da mente. 

Por isso, é essencial que todos tenham atenção também com a parte psicológica das gestantes. Por isso, separamos algumas orientações principais para evitar e amenizar os problemas de saúde mental mais comuns. 

Procure um especialista em saúde mental

Para começar, vamos falar da dica mais importante: não ter vergonha de procurar um psicólogo ou psiquiatra, principalmente se você se sente incomodada com suas emoções. 

Conversar e ter o acompanhamento de um especialista a ajudará a lidar com os sentimentos. Assim, melhoram as chances de ter uma gravidez feliz e tranquila.

Saúde mental na gravidez - trocar experiências
Converse com pessoas que te façam bem!

Busque o apoio das pessoas certas

O apoio de familiares e amigos também é fundamental. Porém, nem todos eles saberão lidar com os seu sentimentos.

Então, nossa orientação é que você fique próxima de pessoas com quem você consiga conversar abertamente, trocar experiências, sentir acolhida e sem ser julgada. 

Porém, fique longe de quem apenas te critica, trata suas emoções como bobagens e não respeita suas decisões.

Cuide também da saúde física

A saúde física, contudo, não deve ficar de lado. Além do pré-natal, também é essencial manter uma alimentação saudável e, se permitido pelo médico, praticar exercícios físicos. Afinal, um bom funcionamento do organismo auxilia na saúde mental em todas as pessoas. 

Mais do que isso, também tente descansar ao máximo. A rotina da preparação para a chegada de um bebê é pesada, mas é preciso lembrar-se sempre da importância de relaxar.

Saúde mental na gravidez com hobbies
Encontrar algum hobby fará com que você se distraia das preocupações

Tenha algum hobby

Como já mencionado, são muitas coisas que precisam ser preparadas durante a espera do bebê. Entretanto, faça também algo apenas para si.

Encontre ou descubra um hobby que te traga bons sentimentos e dedique-se a ele. Dessa forma, você irá se distrair e realizar algo que te dará orgulho.

No pós-parto

A saúde mental no pós-parto também fica abalada. Há o baby blues, uma condição normal causada pela baixa dos hormônios, que gera tristeza, medo e angústia e costuma durar por duas semanas.

Todavia, quando essas emoções são excessivas e se estendem por mais tempo, é preciso averiguar se não se trata de depressão pós-parto. 

Essa última é caracterizada pelos seguintes sinais:

Caso você se enquadre nesses sintomas – não precisa ser em todos – procure ajuda médica.

Agora, nós queremos saber sobre os cuidados que você tem com a sua saúde mental. Quais são os hábitos que te deixam mais feliz e menos preocupada? Vamos trocar experiências! 





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos