Veja como melhorar a imunidade das crianças

 1.259 Visitas  23 de março de 2020  Edgar Faria
Imunidade das crianças

Uma situação que tem a capacidade de transtornar mães e pais é quando o filho fica doente. Não importa se é apenas uma gripe ou algo mais grave, o que não falta é angústia de ver o pequeno mal. Em meio a isso, também começam as pesquisas sobre como aumentar a imunidade das crianças.

Afinal, também é muito falado sobre a importância de ter um sistema imunológico forte para combater doenças. Porém, o difícil é realmente entender o que é esse tal de “sistema imunológico”. Nós explicamos: trata-se de um conjunto de células e de órgãos (como o timo, medula óssea, pele e amídalas) que produzem outras moléculas com o objetivo de reconhecer estruturas estranhas – vírus e bactérias, por exemplo – e, em seguida, destruí-las ou inativá-las. 

Essas defesas naturais do corpo são construídas desde a gravidez e chegam ao seu ponto mais desenvolvido apenas na adolescência. Todavia, isso não impede de usarmos alguns truques para mantê-las funcionando bem e deixar nossas crianças longe de doenças.

Conheça algumas dessas táticas:

Amamente!

Sim, amamentar é uma ótima forma de fortalecer a imunidade dos pequenos. Por isso, essa prática é chamada de “primeira vacina”.

Tudo pelo fato de que o leite materno é cheio de anticorpos, as células que atuam no combate de seres estranhos no organismo. A composição do líquido até se modifica de acordo com as necessidades do bebê. Nas redes sociais, é possível ver fotos que mães compartilham dos seus leites antes da crianças ter alguma infecção e depois que ela já está doente. É incrível ver a diferença!

No entanto, sabemos que amamentar não é algo fácil e nem sempre é possível. Portanto, não se desespere caso você tenha que dar fórmulas ao seu bebê. Existem diversas outras maneiras de aumentar a imunidade das crianças.

A imunidade das crianças depende da vacinação
Vacinar as crianças é fundamental para protegê-las

Mantenha o calendário de vacinas atualizado

Já vacinar as crianças é uma atitude que não tem alternativa. Esses produtos são criados com pequenas partículas de vírus ou bactérias, de forma atenuada ou inativada, que estimulam o organismo a produzir anticorpos. Assim, quando a pessoa realmente entrar em contato com microorganismo maléficos, o corpo já estará preparado para se defender.

Toda essa fórmula é segura. Antes de serem aplicadas, as vacinas passam por uma série de testes, que costumam levar anos. Dessa maneira, não há nenhum perigo em vacinar seu filho. Converse com o pediatra e confira quais são as vacinas que ainda faltam para atualizar o calendário vacinal dele.

Lembre-se ainda que, mesmo que uma doença já não seja mais tão comum, ainda é necessário se vacinar contra ela. O sarampo, por exemplo, infecção grave e que pode levar à morte, era considerado erradicado no Brasil. A falta de vacinação fez com que essa doença retornasse em todo o mundo.

Não abuse dos antibióticos

Ao sinal de uma febre ou de alguma indisposição, é comum utilizarmos alguns medicamentos que consideramos “inofensivos”. Todavia, o uso recorrente desses remédios podem causar diversos problemas na saúde.

Diversos estudos apontam que, principalmente no caso dos antibióticos (que combatem bactérias maléficas), o uso indiscriminado deles faz com que se tornem inúteis quando realmente precisam combater um microorganismo nocivo que entra no corpo.

Além disso, os antibióticos costumam matar tanto as bactérias ruins quanto as boas. Por conta disso, o uso desses produtos deve acontecer apenas em casos realmente necessários e com a prescrição médica. 

Sol: fundamental para a imunidade das crianças

Uma simples exposição ao sol faz maravilhas ao sistema imunológico de crianças e adultos. Isso porque os raios solares ajudam na absorção da vitamina D pelo organismo. Esse nutriente fortalece a imunidade, os ossos e promove um crescimento saudável nos pequenos.

Porém, nada de abusar: a exposição deve durar apenas 5 ou 10 minutos e sempre em horários mais frescos, ou seja, antes das 10h da manhã e depois das 16h. 

Essa rotina de expor a criança a um pouco ao sol pode começar desde o primeiro mês de vida. A partir dos seis meses, os pequenos devem utilizar protetores solar. No entanto, converse com o médico antes. 

Alimentação para melhorar a imunidade das crianças
O espinafre é rico em ferro e ácido fólico, dois nutrientes que fortalecem o sistema imunológico

Não se esqueça da alimentação

Oferecer uma alimentação saudável aos filhos, aqueles maiores de 6 meses que já iniciaram a introdução alimentar, é essencial para melhorar a imunidade das crianças. 

Um cardápio equilibrado, cheio de frutas, legumes, carnes magras e grãos, irá ajudar no funcionamento de todo o organismo.

Entretanto, alguns nutrientes precisam de uma atenção especial. O primeiro deles é o ferro, que combate a anemia, uma doença caracterizada pelo enfraquecimento do sistema imunológico.

Então, sempre inclua na alimentação dos pequenos os seguintes alimentos: couve, espinafre, brócolis, beterraba, feijão, lentilha, carne bovina, ervilha, acelga e abacate, entre outros.

Ademais, não se esqueça da vitamina C, muito falada quando o assunto é sistema imunológico. Toda essa fama se dá pelo fato de que é ela a responsável por ajudar na absorção do ferro no organismo. Essa vitamina está presente nas frutas cítricas, como laranja, limão, tangerina, manga, abacaxi, goiaba, melão, kiwi, caju e acerola.

Também é importante incluir o ácido fólico. Ele atua na formação dos glóbulos brancos do sangue, células responsáveis pela defesa do organismo. esse nutriente está no brócolis, na beterraba, na soja, na lentilha, no abacate, na laranja e no espinafre.

Para a imunidade das crianças, nada de deixá-las paradas

Superproteger as crianças não vai ajudar em nada na imunidade delas. Ao contrário, apenas piorar. Portanto, não impeça que o seu pequeno corra, ande de bicicleta, pule, jogue bola e faça qualquer outra atividade comum entre a meninada.

Todos esses exercícios irão aumentar a produção das células de defesa, além de evitar colesterol alto, diabetes, obesidade e diversos outros problemas de saúde.

Afinal, ter cuidado é muito importante, mas nada em excesso. 





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF