Conheça os cuidados necessários com a cicatriz da cesárea

 3.555 Visitas  15 de junho de 2020  Edgar Faria
Cicatriz da cesárea

Um dos tipos de parto mais comuns no Brasil, a cesárea é uma cirurgia que possui suas vantagens e desvantagens. Porém, por ser um procedimento considerado invasivo, requer cuidados no pós-operatório. O principal deles é com a cicatriz da cesárea, que fica situada na parte mais baixa da barriga. 

Afinal, para o nascimento do bebê, são cortadas sete camadas de pele com uma extensão de 10 a 12 centímetros. Portanto, é necessário ter cautela tanto com os pontos internos quanto com os externos. Mas não precisa ficar preocupada, novas técnicas deixam a situação mais confortável e segura para as mamães. 

Enquanto estão internadas, as mulheres costumam ficar com curativos mais reforçados. Após o retorno para a casa, basta cobrir a cicatriz da cesárea com uma gaze e manter o local limpo e seco. Durante os banhos, o orientado é usar somente água e sabão. 

Além disso, é importante ainda ficar atenta a alguns sinais que indicam que há uma infecção, como sangramento, secreção amarelada, inchaço, vermelhidão excessiva e febre. Nesses casos, deve-se buscar ajuda médica imediatamente.

A retirada dos pontos da cicatriz da cesárea
É preciso retornar ao obstetra para a retirar os pontos da cesárea

A retirada dos pontos

Cerca de 10 dias após o parto, é preciso retornar ao médico para retirar os pontos externos da cirurgia. Já existem, todavia, alguns tipos de fio em que a retirada não é necessária.

Entretanto, depois dessa etapa ainda deve-se ter cuidado com os pontos internos. Por conta disso, há o período de cerca de 40 dias em que a mulher não pode fazer exercícios físicos ou movimentos bruscos. 

Ademais, mesmo que a pele pareça cicatrizada, também é recomendado ter atenção aos sinais de alerta mencionados anteriormente. 

Problemas mais comuns com a cicatriz da cesárea

Infelizmente, é normal que a mãe sinta um pouco de dor no corte durante o pós-parto. Esse incômodo pode aumentar quando a mulher se movimenta muito, pois ocorre uma maior produção de gases e, consequentemente, uma distensão do abdômen e da pele. Por conta disso, há a clássica orientação de reduzir as atividades. 

Outro problema comum é a já citada infecção. Ela acontece porque cada furo em que se passa um ponto é como uma “porta de entrada” para bactérias. No entanto, basta seguir as indicações de higiene básicas e as prescrições médicas. 

Por último, existe a possibilidade de formação de queloides. Trata-se do crescimento excedente da pele, que deixa a cicatriz da cesárea com uma pior aparência. A causa está na genética, em que algumas pessoas possuem maior tendência para o aparecimento desse tipo de problema e outras não. Todavia, o médico pode receitar pomadas para tentar evitar as queloides.

Assim, sempre relate ao especialista todos os seus sintomas após a cesárea. Ele saberá quando a situação representa algo normal ou não.

Ficou com alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários e logo iremos te ajudar. Também compartilhe nosso conteúdo com as amigas que são futuras mamães ou que já estão com seus bebês no colo!





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF