Frete Grátis em compras acima de R$ 499,90

Como desengasgar um bebê: aprenda agora a manobra de desengasgue

 637 Visitas  8 de outubro de 2020  Kids Brasil
Grupo de de estudos fazendo a manobra de desengasgue

Sabe-se que a primeira causa da morte dos bebês de até 1 ano de idade se deve à obstrução das vias aéreas. Não à toa, contamos com a crescente taxa de bebês que morrem anualmente vítimas da sufocação acidental.

Embora acidental, o engasgue do bebê é algo passível de ser evitado e, já em vias de fato, ser socorrido. Para isso, é sempre importante contar com dicas efetivas e práticas de primeiros socorros, principalmente a manobra de desengasgue, para garantir a segurança da criança.

Pensando nisso, no post de hoje trataremos sobre os principais motivos do engasgo de bebês bem como a manobra de desengasgue mais eficaz para assegurar a saúde da criança.

Por que os bebês engasgam?

Até 1 ano de idade o organismo dos bebê ainda está em constante desenvolvimento, inclusive, o seu sistema digestivo, o que leva crianças com essa faixa etária a serem mais suscetíveis a sufocação por alimento.

Como dizíamos, até 1 ano de idade os bebês não possuem a maturidade do sistema digestório. A arcada dentária ainda não está formada, o que dificulta o processo de mastigação do alimento, fazendo com que o bolo alimentar fique mais grosso e de difícil passagem pela garganta, afinal, os alimentos muitas vezes nem são mastigados por completo.

Pés de uma criança com brinquedos do lado

Assim, com um bolo alimentar maior que a traquéia o engasgamento é inevitável. Portanto, o processo de alimentação do bebê é algo que merece atenção, devendo ser supervisionado constantemente, posto ainda que os bebês não reagem da mesma forma que os adultos em condições de engasgamento.

Sabe-se que diferente dos adultos os bebês não têm maturidade para entregar respostas protetivas quando engasgam. Assim, enquanto uma pessoa adulta, mediante um processo de sufocação alimentar, utiliza-se da tosse para expelir o alimento da traquéia, o bebê não possui reflexos claros e precisos quanto a forma de se proteger de um engasgo, o que muitas vezes pode levá-lo à morte.

Evite o engasgamento

Melhor do que precisar fazer a manobra de desengasgue é evitar que o engasgamento ocorra, e isso é perfeitamente possível quando o sufocamento se dá em vigília e não durante o sono.

Para tanto, vejamos algumas dicas essenciais:

Faça a introdução alimentar com cautela

É sempre importante que o desmame da criança seja guiado pelos pais de modo que a introdução de uma nova rotina de alimentação seja feita de maneira segura e correta.

Como vimos, os bebês não possuem o sistema digestório muito desenvolvido, o que requer que a introdução da alimentação respeite as limitações da criança. Assim, alimentos duros, grandes e de difícil mastigação devem ser evitados, posto que podem obstruir as vias aéreas.

Criança sentada na mesa se alimentado

Outra dica importante é evitar a introdução de alimentos arredondados como: uvas e amendoins, posto que podem ficar presos na traquéia, contribuindo assim para o engasgamento da criança. Somado a isso, é sempre importante repartir os alimentos em pedaços pequenos antes de dar ao bebê, uma vez que assim fica mais fácil de digeri-los.

Dito isso, busque optar por alimentos mais líquidos e pastosos como mingau, sopas, papinhas e frutas e legumes amassados, pois assim é mais fácil de engolir sem a necessidade da trituração pelos pré-molares que ainda não foram desenvolvidos.

Evite deixar brinquedos no chão

Não só alimentos, mas também os brinquedos podem levar o bebê ao engasgamento. Aqui temos que levar em conta que os bebês não possuem princípios morais estabelecidos, o que faz com que os mesmos não saibam o que é “certo” e o que é “errado”.

Criança sentada colocando brinquedo na boca

Na tenra idade, tudo é passível de ser mastigado, ainda mais quando os dentinhos começam a desapontar. Portanto, evite deixar brinquedos espalhados no chão que sejam passíveis de obstruir a traquéia da criança, geralmente, são os brinquedos mais pequenos.

Se possível sempre supervisione as atividades lúdicas da criança, desta forma, aos poucos você pode ensiná-la que os brinquedos não podem ser colocados na boca, o que pode evitar não só um eventual engasgo, mas até mesmo uma morte por sufocamento.

Como desengasgar um bebê

Seja pela amamentação, alimentação ou pela ingestão de um objeto, se o sufocamento do bebê foi inevitável, é preciso então desengasgá-lo. Vejamos algumas dicas elementares:

Mantenha a calma

Sabemos que é muito difícil manter a calma em um momento como este, mas é imprescindível manter-se calmo para prestar a primeira assistência à criança. Lembre-se que se os primeiros socorros forem feitos corretamente, você pode estar salvando uma vida. Então, não se desespere!

Perceba os sinais

O primeiro reflexo do sistema imune que temos em uma situação de engasgamento é a tosse, e é através dela que reconhecemos que uma pessoa está engasgada. No entanto, em caso de engasgo total o bebê não irá tossir, então, é importantíssimo reconhecer os demais sinais atrelados ao engasgamento, a saber:

Manobra do desengasgo: como proceder

Ao constatar algum dos sinais elencados acima no bebê, você deve passar à manobra de desengasgue, vejamos:

  1. Com a parte interna de um dos antebraços passado à frente do corpo do bebê, segure a mandíbula da criança, sem lesionar os olhos ou causar enforcamento.
  2. Mantenha o bebê em direção ao chão, apoiado pelo seu antebraço e com a cabeça inclinada para usar a gravidade a favor do desengasgo.
  3. Na parte dorsal das costas do bebê dê 5 batidas fortes com o calcanhar de sua mão.
  4. Posteriormente, vire o bebê de barriga para cima, mantendo-o inclinado sobre o seu antebraço, e observe se há algum alimento em sua boca ou objeto obstrusivo, motivador do engasgue.
  5. Caso ainda mantenha-se engasgado, pressione 5 vezes o centro do tórax (região entre os mamilos) com o indicador e dedo médio, lembrando-se sempre de manter a cabeça da criança ainda inclinada.
  6. Continue a manobra até que observe que os objetos, líquidos e alimentos ingeridos tenham saído. Para saber se houve o desengasgue, observe a presença de choro e a normalização da respiração.

Agora que você já aprendeu tudo sobre o desengasgue dos bebês certamente estará mais seguro para realizar os primeiros socorros, dada uma eventualidade, não é mesmo?!

E que tal deixar aí nos comentários a sua opinião sobre o post de hoje? Adoramos interagir com vocês! Não deixe de seguir a Kid’s Brasil no Instagram. Lá você fica por dentro de todas as tendências da moda infantil, então, venha fazer parte da nossa comunidade, aqui só falta você!





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF

Quer economizar 5% em sua compra?

Cadastre-se e regate agora!

× não quero desconto