Conheça os mais importantes exames para o recém-nascido

 294 Visitas  28 de maio de 2020  Edgar Faria
Exames para o recém-nascido

Os primeiros dias de vida de um bebê envolvem um turbilhão de emoções, principalmente felicidade. Porém, mamães e papais também sofrem com a preocupação a respeito do bem-estar e da saúde do pequeno. Afinal, são vários os exames para o recém-nascido que precisam ser feitos. 

Porém, eles são simples de serem realizados, mas muito eficazes: conseguem identificar alguns problemas de saúde que, quando tratados a tempo, podem ser curados ou evitar danos mais graves no desenvolvimento da criança.

Por isso, é essencial que os pais estejam atentos sobre quais são esses testes e o prazo certo para fazê-los. Para te ajudar, criamos uma lista com os mais importantes. Contudo, sempre pergunte ao pediatra se ele recomenda mais algum. Confira:

Teste do pezinho

Entre os exames para o recém-nascido, o mais conhecido é o teste do pezinho. Ele é obrigatório, deve ser feito em até 48 horas após o nascimento e está disponível nas instituições de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

O destaque para esse teste tem como motivo o fato de que ele detecta doenças graves, como a fenilcetonúria, a deficiência de uma determinada proteína que acarreta em baixo desenvolvimento cognitivo. Além dessa, também investiga a fibrose cística, uma condição que causa o acúmulo de muco nos pulmões e pâncreas, o que pode ser fatal.

O exame verifica ainda a produção de hormônios pela tireoide e as hemoglobinopatias. Essas últimas são as doenças sanguíneas, como a anemia falciforme. 

E  já existe o chamado “teste do pezinho ampliado”, que consegue consegue diagnosticar cerca de 30 doenças genéticas. No entanto, ele não é obrigatório e nem é oferecido pelo SUS.

Todavia, os dois modelos são feitos da mesma forma: com a coleta de uma gota de sangue do pé do recém-nascido. Uma dica é amamentar o bebê antes do exame, pois o leite materno deixa processos metabólicos mais evidentes nos resultados, ou seja, os diagnósticos são mais claros. 

Exames para o recém-nascido - tipagem sanguínea
É importante conhecer o tipo de sangue do bebê

Tipagem sanguínea é um dos exames para o recém-nascido

A tipagem sanguínea é um exame simples que visa identificar o tipo de sangue do bebê, algo que é muito importante em situações de emergências médicas.

Ele pode ser feito tanto com a retirada do sangue do próprio recém-nascido quanto da placenta, logo após o parto.

Teste da orelhinha

Outro exame obrigatório para os recém-nascidos é o teste da orelhinha. Como já é possível perceber no nome, ele identifica casos de surdez nos bebês. 

Para fazê-lo, o médico coloca equipamentos como fones de ouvido nas orelhas da criança e, assim, produz estímulos sonoros. A partir disso, percebe-se a capacidade de audição do pequeno.

Boa notícia: esse teste também é disponibilizado pelo SUS e pode ser feito ainda na maternidade

Teste do olhinho

Outro teste simples, mas muito importante é esse, que verifica a saúde dos olhos do bebê. Ele é feito com um feixe de luz direcionado aos olhos. Caso esteja tudo bem, os olhinhos emitem uma luz vermelha e contínua. 

O exame precisa ser feito na primeira semana de vida, mas não é obrigatório. Entretanto, ele é oferecido pelo SUS em algumas cidades. Então, verifique no local onde você mora e, se possível, faça. 

Teste do coraçãozinho

De grande importância, o teste do coraçãozinho identifica doenças cardíacas, como as que afetam as válvulas do coração. Para obter o diagnóstico, são colocados aparelhos de pressão em dois membros do bebê com o objetivo de avaliar a oxigenação do sangue.

Caso o perceba-se diferenças entre os dois resultados, há a possibilidade de um problema cardíaco. Com isso, o pediatra pede exames mais complexos.

Esse teste também é feito ainda na maternidade. Entretanto, não é obrigatório, mas a maioria dos médicos o prescrevem. 

Exames para o recém-nascido - teste do quadril
Os ossos do bebê também são avaliados logo após o nascimento

Teste do quadril

O teste do quadril não é muito conhecido, mas com ele é possível descobrir problemas no sistema ósseo do bebê, como encurtamento de membros e a osteoartrose precoce, uma condição que destrói a cartilagem que reveste os ossos.

O teste nem sempre necessita de uma prescrição formal, pois os pediatras costumam fazê-lo logo após o parto. Trata-se simplesmente de movimentar as pernas e o quadril do recém-nascido. Quando percebem alguma anormalidade, pedem mais exames. 

Teste da linguinha

O teste da linguinha também é realizado na maternidade. O médico observa se há um “freio” na língua do bebê (um pequeno pedaço de pele), que pode prejudicar a amamentação e, consequentemente, a nutrição.

Em alguns casos, é necessário fazer o procedimento chamado frenectomia, que é um corte nessa pele. 

Agora, nos conte se você já conhecia esses exames. Geralmente, apenas o teste do pezinho é o mais falado. Por isso, se tiver restado alguma dúvida, deixe aqui nos comentários e logo nós vamos te ajudar!





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF

Quer economizar 5% em sua compra?

Cadastre-se e regate agora!

× não quero desconto