Para que serve o Teste do Pezinho?

 7.149 Visitas  3 de julho de 2017  Rock Content

Todas as mulheres com certeza já devem ter ouvido falar sobre o exame do pezinho. Porém, muitas ainda não sabem para que serve o teste do pezinho. Sendo assim, é importante que a mãe possua o conhecimento de que este teste é extremamente importante, pois é capaz de diagnosticar doenças que costumam causar consequências graves à saúde do recém-nascido.

O que é o teste do pezinho?

O teste do pezinho é conhecido por ser realizado ainda em uma fase precoce, quando o bebê não apresenta manifestações evidentes ao exame físico que ajudem na detecção da doença. Ele é realizado a partir de sangue coletado do calcanhar do bebê.

Portanto, é importante saber para que serve o teste do pezinho e realiza-lo em todos os recém-nascidos. As doenças identificadas poe esse exame não apresentam sintomas nos bebês logo após o nascimento. Essas doenças quando não são tratadas rapidamente, podem levar à deficiência intelectual e causar graves prejuízos para a qualidade de vida da criança. Como não há sintomas, o diagnóstico se torna mais difícil sem o teste do pezinho.

Saiba mais para que serve o teste do pezinho

A triagem neonatal, também conhecida como exame do pezinho, deve ser realizada em todos os recém-nascidos quando ainda estão na maternidade ou hospital onde nasceram, a partir de 48 horas de vida e até o quinto dia de vida.

Entretanto, muitas mães ainda possuem dúvidas sobre o teste do pezinho. Com isso, segue abaixo algumas informações importantes sobre o exame do pezinho:

Conheça o que cada doença pode causar no recém-nascido e entenda a importância do teste do pezinho:

Fenilcetonúria:

É causada pela deficiência no metabolismo do aminoácido fenilalanina, onde o acúmulo no organismo pode ocasionar na deficiência mental.

Hipotireoidismo congênito:

Normalmente, causada devido a insuficiência do hormônio da tireoide, ocasionando no retardo mental e comprometimento do desenvolvimento físico

Fibrose cística:

Faz com que ocorra um aumento da viscosidade das secreções, o que provoca infecções respiratórias e gastrointestinais, além de atacar os pulmões e pâncreas.

Anemia falciforme e outras hemoglobinopatias:

Ocorre uma alteração da hemoglobina que dificulta a circulação, podendo afetar quase todos os órgãos. Além disso, ela pode causar anemia, atraso no crescimento e dores e infecções generalizadas.

Hiperplasia adrenal congênita (HAC):

É uma doença genética, em que as duas glândulas suprarrenais, as quais são localizadas em cima dos rins, não funcionam corretamente. Nesse caso acabam prejudicando assim a produção de hormônios essenciais para o corpo, como o cortisol e a aldosterona.

Deficiência de biotinidase:

É também considerada uma doença genética, onde o organismo não é capaz de obter a enzima biotinidase. Assim acaba impedindo que os alimentos sejam processados ou metabolizados pelo organismo.

Portanto, para saber melhor para que serve o teste do pezinho, procure conversar com o pediatra do seu filho ou com o pediatra da própria maternidade ou hospital em que ele nasceu.

CONTINUE NO BLOG

Selecionamos conteúdos personalizados para você, clique e surpreenda-se

Recém-nascido resfriado: O que fazer para resolver esse terrível incomodo?
Como avaliar o melhor centro de educação infantil para o seu filho!
Seu filho recusa-se ir à escola – como resolver e fazê-lo gostar?
Como dar banho em recém-nascido?
Como cuidar do umbigo do bebê e prevenir complicações 





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF