Prisão de ventre na gravidez: por que é tão comum e como aliviar?

 7.877 Visitas  5 de novembro de 2018  Rock Content
Prisão de ventre

A prisão de ventre na gravidez é uma condição na qual a mulher passa por sérias dificuldades de evacuar, devido ao intestino preso. A sensação é de estufamento e dores na barriga, pelos gases e fezes acumulados.

Apesar de ser incômoda, trata-se de uma situação normal durante a gestação. A circulação sanguínea fica prejudicada e surgem problemas como esse. Sendo assim, a grávida precisa introduzir estratégias na rotina a fim de acabar com o desconforto de uma vez por todas.

E então, você quer saber mais a respeito do assunto? Continue a leitura e fique por dentro de algumas dicas para se livrar da constipação intestinal!

O que é a prisão de ventre na gravidez?

Esse incômodo costuma afetar muitas gestantes. O intestino preso é percebido quando a mulher passa a defecar menos ou sente dificuldades para isso, chegando a perder bastante tempo sentada no vaso sanitário. Os sintomas mais comuns são:

Ainda que seja uma condição desagradável, não há prejuízos ao bebê. De qualquer modo, a rotina da gestante pode sofrer alterações devido às demoras dentro do banheiro e à sensação desconfortante, alterando a disposição.

Quais são as causas?

A gravidez altera os hormônios. Além disso, o crescimento do útero espreme o intestino e o estômago, principalmente a partir do quarto mês.

Outro fator é a circulação do sangue, que tende a ficar mais lenta nesse período. Todavia, determinados hábitos influenciam no aparecimento da prisão de ventre:

E as melhores dicas para o dia a dia?

A gravidez pode, muito bem, ser aquela fase gostosa, na qual a mulher pensa e planeja todo o enxoval do bebê. Entretanto, é necessário reverter situações que causam incômodos, evidentemente. Evite os mitos divulgados por aí e acompanhe nossas orientações.

Beber muita água

O mínimo, diariamente, é de dois litros. Divida a quantidade em porções, pois isso facilita que até o final do dia você consiga bater a meta. A água é muito importante para auxiliar o organismo a liberar toxinas e manter o equilíbrio homeostático.

Inserir fibras na dieta

As fibras causam saciedade e têm o papel de facilitar a formação das fezes, para que passem sem muito esforço pelo intestino. Insira aveia nas refeições: mingaus, vitaminas, iogurtes ou panquecas.

Praticar atividades físicas

Se o médico liberar, realize exercícios rotineiros. Eles ajudam a aumentar a circulação de todo o organismo e também o metabolismo, facilitando as idas ao banheiro. Caminhadas e hidroginástica costumam ser permitidas a partir do terceiro ou quarto mês.

Ter alimentação saudável

Quando a alimentação é pobre em nutrientes, a mulher tende a sofrer dificuldades na digestão e, consequentemente, no funcionamento saudável do intestino. Alimente-se acrescentando frutas variadas às refeições, como ameixa e mamão, além de verduras e legumes, como alface e moranga.

Adestrar o relógio biológico

Acostume seu intestino a funcionar todos os dias no mesmo horário. Pelas manhãs, antes de sair de casa, aguarde no banheiro até conseguir defecar. Fazendo isso diariamente, no mesmo horário, o organismo pega o ritmo correto.

É importante deixar claro que a mulher só deve tomar alguma medicação para a prisão de ventre na gravidez sob a orientação do obstetra, que recomendará algo que não prejudique o bebê. Cuidar de todos os detalhes é primordial nesta etapa tão especial, verdade?

Gostou do nosso texto de hoje? Aproveite e continue no nosso blog: confira o melhor tipo de alimentação para a gestante!

 





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF