Qual o melhor protetor solar para crianças? Vamos tirar suas dúvidas!

 953 Visitas  10 de junho de 2020  Edgar Faria
protetor solar para crianças

A saúde dos pequenos envolve muitos cuidados. São as consultas regulares ao pediatra, a vacinação e a alimentação de qualidade, entre diversas outras preocupações. Porém, em meio a tudo isso, o maior órgão do corpo consegue ficar esquecido: a pele! Poucas pessoas se lembram da importância do protetor solar para crianças.

É essencial ter essa atenção logo nos primeiros meses de vida. Afinal, a pele dos bebês é mais finas e imunologicamente imatura. Assim, eles podem sofrer muitos danos causados pelos raios solares e, em algumas vezes, as consequências aparecerão na idade adulta, como com o câncer de pele.

Portanto, o protetor solar deve fazer parte da rotina diária da criança e de toda a família. Todavia, ainda existem muitas dúvidas sobre esse assunto, mas não se preocupe, vamos resolvê-las nesse texto!

Quando começar?

O recomendado pelos dermatologistas e pediatras é começar a passar protetor solar apenas quando o bebê completar seis meses.

No entanto, antes disso, ainda é preciso proteger a pele dos pequenos. A tática mais importante é não deixá-los expostos ao sol no período entre 10h e 16h, quando os raios são mais fortes. Então, evite os banhos de sol nesses horários. 

É importante ainda usar chapéus e roupas de manga longa para amenizar os riscos. Durante os passeios, também prefira ficar em lugares com sombras. Outra dica é colocar películas escuras no carro, que conseguem filtrar os raios do sol. 

Após os seis meses de idade, procure por um protetor solar para crianças, pois os produtos infantis são os mais adequados e seguros para a saúde dos bebês.

Protetor solar para crianças acima de 6 meses
O protetor solar deve ser reaplicado diversas vezes ao dia

Qual o melhor FPS?

FPS significa “fator de proteção solar”, ou seja, são aqueles números que aparecem nas embalagens dos produtos.

O ideal é nunca usar um protetor com FPS menor do que 30. No entanto, alguns especialistas afirmam que um número maior do que isso não aumenta tanto a proteção.

Por isso, sempre pergunte ao seu pediatra o que ele recomenda de quantidade de FPS para a pele e condições de saúde do seu bebê. 

É preciso reaplicar?

Sim, é fundamental reaplicar o protetor solar no decorrer do dia. O mais adequado é passar o produto a cada duas horas. Entretanto, se for um dia de brincadeiras na praia ou na piscina, é importante voltar a passar toda vez que a criança sair da água. 

Porém, lembre-se: espere 15 minutos antes de expor a criança ao sol, para que o protetor realmente faça efeito. 

Protetor solar para crianças pode causar alergias?

Mesmo produzido especialmente para a pele sensível dos pequenos, o protetor solar para crianças ainda pode causar alergias em algumas raras situações.

Portanto, o ideal é aplicar o produto, em uma pequena quantidade, no antebraço do bebê e checar se causará alguma reação alérgica. Caso ache necessário, realize esse processo três vezes e perceba se surgiu vermelhidão ou bolinhas. 

Se isso acontecer, provavelmente seu bebê é alérgico ao produto e você deve procurar outro. 

Cuidado extra durante as brincadeiras na água!

Um truque que muitas mamães descobriram são as roupas de banho com proteção solar. Elas aumentam ainda mais os cuidados com a pele da criançada enquanto elas se divertem na praia ou na piscina. 

As peças da Gymboree, por exemplo, possuem FPS 50+ nos tecidos. Com isso, há uma proteção extra contra os nocivos raios solares. Além de tudo, são muito fofas!

Você se apaixonou por essas roupinhas? Elas estão disponíveis na Kid’s Brasil! Acesso nosso site e confira.

E caso tenha ficado qualquer dúvida sobre como proteger a pele do seu filhote, mande uma mensagem aqui nos comentários e logo vamos te ajudar. 





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF

Quer economizar 5% em sua compra?

Cadastre-se e regate agora!

× não quero desconto