Quais atividades físicas são indicadas para as gestantes?

 2.981 Visitas  3 de dezembro de 2018  Rock Content
Grávida fazendo exercícios físicos

Você sempre praticou treinos, mas agora que está grávida tem dúvidas sobre o que pode ou não fazer, sem prejudicar seu bebê? Ou, ao contrário, você tinha uma vida sedentária e durante a gestação sentiu necessidade de se exercitar, mas não sabe exatamente quais são as melhores atividades físicas para gestantes?

Saiba que não está sozinha, suas dúvidas são muito comuns. Durante a gestação, os exercícios físicos proporcionam muitos benefícios, como a redução de inchaços e enjoos, mas são contraindicados em algumas situações.

Lembre-se, sempre, de consultar seu profissional de saúde sobre os exercícios permitidos durante a gravidez. Continue a leitura para conhecer os prós e os contras das atividades físicas para gestantes e fique atenta aos riscos.

Converse com seu médico

Em princípio, se você não está enfrentando uma gestação de risco, a atividade física não acarreta nenhum problema e, pelo contrário, é bem-vinda. No entanto, sempre é essencial conversar com o profissional médico que acompanha a gestação.

No primeiro trimestre, o risco de abortamento espontâneo é maior. Por essa razão, caso você tenha qualquer sangramento, dor ou mal-estar, consulte seu médico antes de qualquer esforço físico. Placenta baixa e hipertensão também são quadros que merecem atenção.

Se não houver contraindicação, lembre-se ainda de utilizar calçados e roupas confortáveis, alimentar-se corretamente e hidratar-se antes, durante e após a atividade.

Confira as atividades físicas para gestantes mais indicadas

Caso não exista nenhum risco em sua gestação e o exercício físico seja autorizado pelo médico, algumas práticas, especialmente as com baixo impacto, são aconselhadas.

Hidroginástica

Além de ajudar na circulação sanguínea e melhorar a atividade cardiovascular, os exercícios feitos dentro d’água promovem também uma drenagem natural, que ajuda a futura mamãe a reduzir inchaços e edemas.

É importante também lembrar que, dentro da piscina, a força da gravidade é menor, o que evita a sobrecarga nas articulações da gestante. Por isso, essa é uma das atividades físicas mais indicadas para grávidas, em qualquer fase da gestação.

Caminhada

A caminhada melhora a capacidade cardiovascular e evita o excesso de ganho de peso durante a gestação. Caso a opção seja por realizar a atividade ao ar livre, vale evitar percursos com subidas ou outros riscos (falhas e irregularidades no piso). Em função do peso extra, é comum que gestantes tenham problemas com equilíbrio.

Musculação

Se praticada com baixa carta, a musculação rende vários benefícios à gestante. A prática contribui para o aumento da força — que será necessária para que a futura mãe carregue seu bebê por horas ininterruptas —, para a melhoria da postura e também para evitar a flacidez. Isso sem contar os benefícios para as articulações e a postura.

Alongamento

Com o ganho de peso extra e as mudanças hormonais, o alongamento costuma ser comprometido. Assim, esse tipo de atividade contribui não apenas para a flexibilidade e o bem-estar, mas, também, para o ganho de consciência corporal.

Pilates

O pilates traz enormes benefícios às gestantes. Além de contribuir para o alongamento, fortalece os músculos abdominais, o chamado “core”, evitando problemas muito comuns na gravidez, como diástase dos músculos abdominais. Além disso, o pilates melhora a respiração, favorecendo o parto normal.

Ioga

Maior flexibilidade, tônus muscular e capacidade respiratória são as vantagens da ioga, que também agrega os benefícios da concentração e do relaxamento, essenciais na hora do parto.

É importante ressaltar que a gestação não é o momento de iniciar uma prática esportiva. Se você já praticava algum esporte antes de engravidar e pretende continuar a atividade, converse com seu médico. Nesse caso, normalmente, não há contraindicação.

A prática de atividades físicas para gestantes é saudável, reduz dores e mal-estar, além de contribuir para o bem-estar da futura mãe. Mas respeite seu corpo: se sentir tonturas, palpitações, cansaço excessivo ou outro tipo de dor, incluindo contrações, é hora de buscar orientação médica.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Então não deixe de ler nosso artigo sobre prisão de ventre na gravidez e saiba como se prevenir e aliviar as dores dessa condição!

 





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos