Roupinha de bebê: saiba quais são os tipos mais usados

 1.205 Visitas  22 de fevereiro de 2019  Edgar Faria
Roupas de bebê com acessório

Sabemos que a maternidade é um universo novo, cheio de dúvidas e inseguranças sobre os cuidados que deve-se ter com o bebê. Para facilitar a rotina das mamães de primeira viagem e ajudá-las a organizar o guarda-roupa do seu pequeno de forma funcional, preparamos um guia completo com as melhores dicas de roupinha de bebê para cada fase do desenvolvimento infantil.

Primeiramente é importante lembrar que podem haver variações no armário de cada criança, pois tudo deve ser pensado de acordo com as estações do ano, com o tamanho do recém-nascido, com o seu ritmo de crescimento e com outras preferências e gostos dos papais.

Por isso, elaboramos um guia com as modelagens, cores, tecidos e combinações que são itens obrigatórios.

Além disso, separamos também um top 10 especial com as peças mais usadas nos primeiros meses de vida e que não podem faltar no enxoval. Vamos lá?

As principais fases e as mudanças no guarda-roupa do bebê

Até os três primeiros meses de idade, toda criança é extremamente sensível — tanto às mudanças climáticas, quanto às irritações e alergias causadas por tecidos que não se adaptam a delicadeza da pele de um recém-nascido.

bebe sorridente com uma roupinha confortável

Entender o crescimento do seu pequeno é fundamental para você não exagerar nas roupas RN e esquecer de investir em roupinhas de bebê de tamanhos maiores.

Entender o crescimento do seu pequeno é fundamental para você não exagerar nas roupas RN e esquecer de investir em roupinhas de bebê de tamanhos maiores.

As peças RN são usadas por aproximadamente um mês e, continuar vestindo a criança com calças e bodies pequenos, por exemplo, pode impedir os movimentos de perninhas e bracinhos, além de machucá-los.

Para poupar gastos desnecessários e transtornos com o bem-estar do seu filhote, confira agora quais são as roupinhas de bebê ideais para cada idade e como montar um armário infantil 100% correto.

RN até os 3 meses

A primeira fase é sempre a mais difícil para acertar nas escolhas do look infantil. Mesmo com toda euforia para vestir o recém-nascido com peças fofas e temáticas, alguns detalhes não podem ser esquecidos.

O primeiro passo é saber em qual estação do ano o seu bebê nascerá, pois assim ficará mais fácil conhecer o clima dos meses em que o neném terá mais dificuldade para controlar a sua própria temperatura.

Recém-nascidos sentem bastante frio nos pés e nas mãos, porém, também se aquecem muito rapidamente quando estão bem agasalhados, e, por isso, as mudanças de roupas são tão frequentes nesta fase.

recém-nascido com roupinha de bebe confortável

Para facilitar a troca e evitar que o bebê se machuque, é importante utilizar roupas que não são desconfortáveis para o bebê, peças com zíper no sistema zi-up são uma boa opção.

Para facilitar a troca e evitar que o bebê se machuque, é importante utilizar roupas que não são desconfortáveis para o bebê, peças com zíper no sistema zi-up são uma boa opção.

Recomenda-se evitar peças bordadas ou com estampas ásperas — além de poupá-los de acessórios pesados e/ou que possam prender a circulação. Ressalta-se que o mesmo vale para luvas, meias e sapatinhos.

A dica é simples: melhor qualidade do que quantidade. Em vez de lotar o guarda-roupas com peças quentes e muito pequenas, invista em roupinhas de bebê um pouco maiores, fáceis de trocar e que sirvam para o calor e para o frio.

3 a 6 meses

Este é o período em que o neném cresce com mais rapidez — e provavelmente será a fase da primeira renovação do guarda-roupas.

Quando a gestante planeja bem o enxoval, é possível que alguns bodies e calças ainda possam ser usados até os 4 meses.

É a partir desta idade também, que a maioria das crianças começam a interagir com outros adultos e, principalmente, com novos brinquedos. Portanto, o ideal é que você siga dando preferência às roupinhas de bebê mais práticas. Além disso, para evitar que o pequeno sinta muito calor, opte por cores mais claras — tanto em dias frios, quanto quentes — essa é uma excelente solução.

Para os meninos, as calças sem “pézinho” e com elástico poderão ser usadas por muito mais tempo. No caso das meninas, os vestidinhos são mais úteis e uma excelente opção mesmo em dias frios, pois é possível combiná-los com com meia-calça e casaquinho.

Os tecidos naturais evitam alergias causadas principalmente no calor. É importante que os detalhes e acabamentos dos bodies e macacões sejam macios e não se soltem com facilidade.

Acessórios pequenos devem ser evitados, afinal, é nessa idade que o bebê começa a levar tudo à boca.

6 a 9 meses

O bebê vai crescendo, mas os cuidados não diminuem — na realidade, é necessário dobrar a atenção quando a criança começa a engatinhar.

perna e mãozinha de bebê sentado em um sofá

As roupas devem ser ainda mais leves e confortáveis. Porém, acrescentar algumas peças novas e que tenham proteção para os joelhos, pernas, pés e mãozinhas é essencial.

As roupas devem ser ainda mais leves e confortáveis. Porém, acrescentar algumas peças novas e que tenham proteção para os joelhos, pernas, pés e mãozinhas é essencial.

A roupinha de bebê de tecido de algodão é uma grande aliada nessa fase, pois além de absorver o suor do pequeno, este material é muito macio. Além disso, as calças de algodão são as mais usadas para engatinhar, diminuindo o contato direto da pele com o chão.

Ao contrário do que muitos pais imaginam, os sapatinhos e sandalinhas não serão tão usados enquanto o bebê estiver engatinhando, pois o material resistente não é favorável para o movimento dos pézinhos e pode até machucar o tornozelo dos pequenos.

As meias são indispensáveis e protegem os dedinhos e as unhas. Já para os joelhos, invista nas joelheiras, pois elas são macias e funcionam como uma extensão da meia.

Existem também alguns macacões e calças especiais, com uma espécie de almofadinha para as crianças que engatinham, essas são ótimas opções para quem mora em regiões mais frias.

9 meses a 1 ano

Chegamos na fase em que o(a) pequeno(a) está começando a andar, brincar com outras crianças e fazer pequenas travessuras pela casa. Agora a roupinha de bebê necessita ser bem mais resistente e estilosa, afinal, é nesta idade que muitos(as) já ajudam a escolher e vestir o próprio look.

O início da infância é cheio de descobertas e aprendizados, por isso, é normal que seu filhote leve algumas quedas, e é aqui que escolher os tecidos corretos podem evitar arranhões e machucados.

Os sapatinhos e chinelinhos se tornam essenciais, por isso é importante ter opções de sandálias abertas e fechadas, tanto para usar em casa, como para os passeios.

Muitas vezes a criança já brinca com tinta, lápis e canetinhas coloridas. Portanto, é nesta etapa que as mamães começam a separar as roupinhas para ocasiões especiais e as peças para o dia a dia.

casal de crianças brincando

É importante que no guarda-roupa sempre tenha vestimentas simples e confortáveis para que o bebê possa se divertir livremente.

É importante que no guarda-roupa sempre tenha vestimentas simples e confortáveis para que o bebê possa se divertir livremente.

À partir dessa idade o seu filho crescerá um pouco mais devagar e as roupas poderão ser usadas muito mais vezes. Assim, vale a pena investir em roupinhas de bebê melhores e que sejam fabricadas com tecidos de qualidade para ter uma boa durabilidade.

TOP 10: As roupinhas de bebê que não podem faltar no enxoval

1. Kit Bodies

Os kit bodies são os mais usados durante o primeiro ano do bebê. Eles são indispensáveis em qualquer época do ano e no verão podem ser usados sem nenhum casaco por cima.

2. Conjuntos de duas peças

Os conjuntinhos são os mais práticos. Para passeios durante o dia, por exemplo, eles facilitam a escolha da mamãe e ainda deixam o baby bem estiloso. Além disso, o conjunto pode ser usado separadamente e render um novo look.

3. Pijamas

Por mais que pareça apenas um detalhe, é fundamental que a criança tenha uma roupinha própria para dormir. Não apenas pelo conforto dos pijamas, mas para que o bebê entenda quando é hora de ir para a cama.

4. Macacões

Com certeza os macacões são as peças queridinha das mamães. Versátil e ótima para todas as estações. Tenha ao menos 3 opções com mangas curtas e 3 opções com mangas longas, além de modelagens tanto em shorts, quanto em calça.

5. Calças

Ideais para serem usadas com bodies, as calças infantis possuem uma grande variedade de tecidos e são ótimas para combinarem com qualquer roupa. Para os bebês menores, são indicados os modelos com pézinho, que podem ser colocados normalmente por cima das meias.

6. Meias, luvas e toucas

Os recém-nascidos devem estar sempre de meias, luvas e toucas para ajudar a equilibrar a temperatura corporal. No frio, os capuzes ainda podem impedir dores de ouvido.

7. Casacos

É importante ter ao menos três casaquinhos grossos para cada fase do crescimento infantil. Mesmo quando o bebê nasce no verão ou mora em regiões muito quentes, vale lembrar que em poucas semanas o clima pode mudar drasticamente.

8. Shorts e bermudas

Quanto mais a criança cresce, mais serão usadas essas peças, tanto para meninas, quanto para meninos. Essas roupinhas de bebê serão utilizadas principalmente após os 9 meses, quando o bebê já não sente tanto frio e se aquece com muita facilidade enquanto brinca. Logo, os shorts e as bermudas se tornam peças coringas para uma mamãe que preza por estilo e bem-estar.

9. Camisetas e regatas

Camisetinhas podem ser usadas desde as primeiras semanas de vida, por cima de um body em dias quentes ou por baixo de um casaco quando a temperatura cair. As regatas são recomendadas para bebês maiores (após os 9 meses), por serem mais confortáveis para a criança se divertir e se movimentar.

10. Vestidos e jardineiras

As peças únicas são outras ótimas alternativas para mamães modernas e que não têm muito tempo para planejar a roupinha que o bebê vai usar. As jardineiras masculinas estão em alta e são fáceis de combinar. Basta somar ao visual uma camiseta lisa e um sapatinho fechado, estilo mocassim, por exemplo, e o pequeno ganhará só elogios.

A qualidade do tecido da roupinha de bebê é essencial

Como já dissemos ao longo do guia, o algodão é um ótimo tecido para a roupinha de bebê. Ele é hipoalergênico, deixa a pele respirar, é macio e confortável para todas as idades.

Além dele, existem opções diferentes que também oferecem vantagens:

O enxoval completo deve ser feito de acordo com as estações do ano

É muito importante calcular qual estação estará em vigor em cada fase do bebê e também levar em consideração o clima predominante da região que você mora.

Ao levar em consideração o clima, garantirá que você tenha roupinhas de bebê suficientes e adequadas tanto para o inverno, quanto para o verão.

Na Kids Brasil você encontra as melhores coleções de roupinhas de bebê importadas para qualquer estação. São peças com tecidos e modelagens de qualidade para você vestir o seu filho com estilo e muito conforto.

confira nossas novidades





Visite nossa loja física
Visite nosso site.
Contate-nos
Ganhe   5% OFF

Quer economizar 5% em sua compra?

Cadastre-se e regate agora!

× não quero desconto